Bullet Journals ajudam a organizar a vida e inspiram artistas gráficos

Bullet Journals ajudam a organizar a vida e inspiram artistas gráficos

Desde que passei por um processo de coaching, no início deste ano, venho utilizando uma agenda de papel para organizar meu dia-a-dia (presente da minha coach Vivian Baumann). Até então eu confiava tanto na minha memória, mas percebi que uma agenda DE PAPEL trouxe mais eficiência para a minha vida.

Mesmo contando com o calendário do Google e do Outlook, optei pelo romantismo de resgatar um lápis da gaveta e me esforçar para fazer uma letra bonita. Tive até vontade de começar um curso de caligrafia. Afinal, a gente escreve tão pouco hoje em dia que a nossa letra vira um garrancho.

Nessa busca por um curso de caligrafia, encontrei algo mais interessante, os bullet journals. Criado por Ryder Carroll, um designer que vive em Nova York, esse “sistema analógico para a era digital” nos ajuda a organizar toda a espécie de coisas e pensamentos em bullets. No site, você aprende a criar essas listas e usar sinais específicos para gerir tarefas cumpridas, não cumpridas, além de registrar ideias para que elas sejam desenvolvidas, e não esquecidas na sua cloud mental.

Como o ser humano é muito criativo, tem muita gente que transforma os seus bullet journals em uma obra de arte. Faça uma pesquisa no Pinterest. Dá para perceber que estão criando um trabalho manual – semiótico e tipográfico – incrível.

Estou consultando essas imagens como inspiração para trabalhos gráficos e editoriais. Aproveito para lembrar que, com o avanço dos ebooks no mercado, os livros de papel tendem a virar obras de arte, e os bullet journals podem ser inspiradores para quem pretende escrever um livro impresso.

Lembrei-me agora dos diários de adolescente, que, assim como os fanzines, um belo dia viraram blogs. Para escrever segredos nos meus diários, criei um código, assim como o cara desaparecido do Acre e muitas outras garotas dos anos 90. Até que, nos anos 2000, “resolvi jogar a minha infância fora”, e dentro desse pacote a ser eliminado, estavam a minha coleção de borrachas cheirosas, a de papéis de carta e os diários! Que pena… Hoje eles também seriam inspiradores.

 

Roberta da Purificação

[livros] [ebooks] [desenhos] [ilustrações]

Postado em 22/05/2017